QUEM SOMOS

A área da saúde está em constante transformação. O enorme avanço no conhecimento científico levou à sofisticação da tecnologia em medicina e à criação de protocolos, tornando o atendimento de emergência mais eficaz. Em resposta à necessidade de treinamento, capacitação e atualização em emergência, foi criado, em 1997, o CITE LIFE – Centro Integrado de Treinamento e Ensino.

O nosso propósito é profissionalizar o atendimento de emergência nacional com o mais alto grau de capacitação. Acreditamos que a melhor forma de aprender é através da prática, sendo assim, nossos cursos utilizam estratégias de simulação realística, baseados em situações complexas que fazem parte do cotidiano dos profissionais que atuam. Aqui o aluno irá atender pessoas ou manequins, com orientação detalhada e acompanhamento de todo o processo.

Nossas instalações foram projetadas para o exercício específico de diferentes situações de emergência com: salas devidamente preparadas para o ambiente pré-hospitalar, veículo acidentado e ambulância, manequins apropriados para procedimentos de saúde e salas de aula multimídia para atividades de simulação.

Mais importante do que a estrutura física é a nossa equipe de instrutores, principal pilar da organização. Com grande experiência prática e atualização contínua junto a entidades internacionais, o nosso corpo de instrutores além de qualificado é gratificantemente reconhecido na avaliação dos alunos. Podem buscar referências com ex-alunos.

Por conta desta competência desenvolvida ao longo dos anos, somos um Centro de Treinamento do ITLS, International Trauma Life Support. O convênio com estas instituições, além de nossas soluções próprias e personalizadas, constitui, o Centro Integrado de Treinamento e Ensino – CITE LIFE.

Ao longo destes anos, construímos uma marca de tradição e qualidade. Temos o orgulho de termos formado mais de 9.000 alunos ao longo dos anos, aprimorando as habilidades de inúmeros médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, mas é só o começo. Infelizmente, a profissionalização do atendimento em saúde no país ainda possui muitas lacunas em branco.